CGTN, Renascimento

CGTN: Renascimento do turismo nacional e emissor da China esperado após mudança de política sobre COVID

09.01.2023 - 10:22:18

CGTN: Renascimento do turismo nacional e emissor da China esperado após mudança de política sobre COVID. CGTN Algeria Bahrain Egypt Iran Iraq Jordan Kuwait Lebanon Libya Morocco Oman Qatar Saudi Arabia Syria Tunisia United Arab Emirates Yemen Angola Botswana Ethiopia Gambia Ghana Guinea-Bissau Kenya Lesotho Liberia Malawi Maldives Mozambique Namibia Nigeria Sierra Leone Somalia South Africa Swaziland Tanzania Uganda Zambia Zimbabwe China

PEQUIM, 9 de janeiro de 2023 /PRNewswire/ -- A China removeu certas restrições da COVID-19 em voos internacionais de passageiros no domingo, com a expectativa de que o turismo nacional e internacional ganhe força com a aproximação do feriado do Festival da Primavera.

Medidas serão tomadas para garantir que o frete em vários portos retorne aos níveis pré-epidêmicos o mais rápido possível e que o turismo emissor para os cidadãos chineses seja retomado de forma ordenada, de acordo com a Administração de Aviação Civil da China.

As políticas e medidas otimizadas incluem a retomada da aceitação e aprovação de solicitações de passaportes comuns de cidadãos chineses para fins turísticos e visitas a amigos no exterior.

A China também otimizou seus regulamentos sobre viagens entre o continente, Hong Kong e Macau, de acordo com um comunicado do Gabinete para os Assuntos de Hong Kong e Macau do Conselho de Estado (em inglês:State Council Hong Kong and Macao Affairs Office). Os viajantes internacionais poderão entrar no continente via Hong Kong e Macau, e as restrições ao fator de carga de passageiros para voos entre o continente, Hong Kong e Macau serão levantadas, de acordo com o documento.

De acordo com o Ministério da Cultura e Turismo, na segunda-feira, a China registrou cerca de 52,7 milhões de visitas turísticas nacionais durante os três dias do feriado de ano novo anterior, um aumento de 0,44 % em relação ao ano anterior.

A receita turística gerada durante o feriado ultrapassou 26,5 bilhões de yuans (cerca de US$ 3,8 bilhões), um aumento de 4% em relação ao mesmo período do ano passado, de acordo com o Ministério.

"O mercado nacional de cultura e turismo é geralmente seguro, tranquilo e ordenado", disse o Ministério da Cultura e Turismo.

Os passeios de curta distância são tendência entre os viajantes durante o período de férias, com popularidade sustentada por atividades no gelo e na neve e acampamento entre os jovens, de acordo com o Ministério. Os dados também mostram uma recuperação constante nas viagens de média e longa distância do país, com algumas agências de viagens on-line relatando um aumento significativo nas reservas de passagens para turismo nacional e internacional durante as férias.

Devido ao número significativo de turistas chineses em potencial, espera-se que a recuperação das viagens ao exterior da China desempenhe um papel vital na recuperação dos mercados turísticos nacionais e globais.

Em meia hora após o anúncio da política de reabertura, as buscas por destinos no exterior aumentaram 1.000%, atingindo uma alta de três anos, de acordo com a agência chinesa de viagens on-line Ctrip.

Outros países asiáticos estão entre os primeiros a se beneficiar dessa onda de viagens ao exterior. Os dados do Trip.com Group mostraram que o número de pedidos de passagens de saída vendidos aumentou 254% na manhã de 27 de dezembro, em comparação com o mesmo horário um dia antes. Singapura, República da Coreia, Japão e Tailândia estavam entre os destinos mais populares dos turistas chineses.

À medida que a política da China de otimização das regulamentações sobre viagens continua a gerar forte interesse em todo o mundo, as autoridades turísticas em vários países, incluindo Tailândia, Canadá, Austrália, Nova Zelândia e Dinamarca, publicaram na Weibo, desde 27 de dezembro, convidando turistas chineses a visitarem.

https://news.cgtn.com/news/2023-01-08/Revival-in-China-s-tourism-industry-expected-after-COVID-policy-shift-1gpXuxx1Cak/index.html

FONTE CGTN

@ prnewswire.co.uk