CGTN, China

CGTN: nova jornada da nova era: China traça curso de modernização

02.01.2023 - 09:39:00

CGTN: nova jornada da nova era: China traça curso de modernização. CGTN Algeria Bahrain Egypt Iran Iraq Jordan Kuwait Lebanon Libya Morocco Oman Qatar Saudi Arabia Syria Tunisia United Arab Emirates Yemen Angola Botswana Ethiopia Gambia Ghana Guinea-Bissau Kenya Lesotho Liberia Malawi Maldives Mozambique Namibia Nigeria Sierra Leone Somalia South Africa Swaziland Tanzania Uganda Zambia Zimbabwe China

BEIJING, 2 de janeiro de 2023 /PRNewswire/ -- Há mais de um século, a China busca incansavelmente a modernização, desde o projeto "Revitalização da China" até o objetivo "quatro modernizações", lançado após a fundação da República Popular da China em 1949, referindo-se à agricultura, indústria, defesa e ciência.

Hoje a modernização não é mais simplesmente um sonho para o povo chinês. Em 2022, a liderança da China revelou seu plano de construção de uma China socialista moderna em todos os aspectos, seguindo um plano exclusivamente chinês.

"Um plano ambicioso foi feito para a construção de um país socialista moderno em todos os aspectos e para o avanço do grande rejuvenescimento da nação chinesa em todas as frentes por meio de um plano chinês para a modernização, soando um toque de clarim para nós avançarmos em uma nova jornada", disse Xi Jinping, presidente da China, em seu discurso de Ano Novo, no sábado.

Rumo à "modernização chinesa"

Em outubro, a modernização chinesa, um termo-chave que definiu a jornada da China para o rejuvenescimento, foi, pela primeira vez, mencionada em um relatório para o Congresso Nacional do Partido Comunista da China (PCCh).

A modernização chinesa contém elementos comuns aos processos de modernização de todos os países, porém, ela também conta com características mais pertinentes ao contexto da China.

O Presidente Xi destacou as características únicas da modernização chinesa: a modernização de uma população enorme, de prosperidade comum para todos, de avanço material e ético-cultural, de harmonia entre a humanidade e a natureza e do desenvolvimento pacífico.

A China está trabalhando para alcançar a modernização para mais de 1,4 bilhão de pessoas, um número maior do que a atual população combinada de todos os países desenvolvidos no mundo.

Com o crescimento constante de sua própria economia, a China defende a prosperidade comum para garantir que todos recebam uma parcela justa de seu sucesso econômico e para reduzir a desigualdade. De acordo com o Blue Book of Common Prosperity, o índice de prosperidade comum da China aumentou 79,3%, de 24,67 em 2013 para 44,23 em 2020.

Ao mesmo tempo em que continua a consolidar a base material para a modernização e melhorar as condições materiais para o bem-estar da população, a China está se esforçando para desenvolver uma cultura socialista avançada, promover fortes ideais e convicções e perpetuar o patrimônio cultural da China. A China agora tem 43 itens na lista de Patrimônio Cultural Imaterial da UNESCO, o maior número do mundo.

Guiada pela nova filosofia de desenvolvimento inovador, coordenado, verde, aberto e compartilhado, a China, em 2022, continuou a ser um mecanismo de crescimento líder para a economia mundial. O Fundo Monetário Internacional previu que a economia da China cresceria 3,2% em 2022, alinhando-se com a projeção do ritmo global.

Como a liderança chinesa se comprometeu muitas vezes, o país permaneceu comprometido com o desenvolvimento pacífico. A Iniciativa de Segurança Global lançada em abril é um exemplo disso. Ela já recebeu apreciação e apoio de mais de 70 países.

Com passos sólidos 

O PCCh tem como objetivo realizar a modernização socialista da China de 2020 a 2035 e transformar o país em uma grande nação socialista moderna, que seja próspera, forte, democrática, culturalmente avançada, harmoniosa e bela, de 2035 até o meio deste século.

O caminho para atingir esses objetivos já está tomando forma. Com sua filosofia de desenvolvimento centrada na população, o país construiu os maiores sistemas de educação, previdência e saúde do mundo.

O presidente Xi chamou a inovação de "a força motriz do esforço de modernização da China". A busca da China pela independência em inovação científica se reflete em suas várias conquistas, incluindo o sistema de navegação por satélite Beidou, a exploração espacial, com as sondas lunares e de Marte, e a construção de sua própria estação espacial e do submarino de águas profundas e tripulado Fendouzhe. O país também desenvolveu suas próprias tecnologias ferroviárias de alta velocidade, tecnologias de comunicação 5G e inteligência artificial.

No índice global de inovação de 2022, fornecido pela Organização Mundial de Propriedade Intelectual, uma agência especializada da ONU, a classificação da China aumentou para a 11ª posição entre as 132 economias pesquisadas.

Guiada pela visão de Xi de que "águas límpidas e montanhas exuberantes são ativos inestimáveis", a motivação de modernização da China também enfatiza a coexistência harmoniosa entre a humanidade e a natureza. O país reduziu sua intensidade de emissões de carbono em 34,4% nos últimos dez anos e se comprometeu não só a atingir o pico de emissões de CO2 antes de 2030, bem como a alcançar a neutralidade de carbono antes de 2060.

Além disso, a China reitera que prosseguirá com uma agenda mais ampla de abertura em mais áreas e com maior profundidade, seguindo o plano chinês para a modernização e compartilhando as oportunidades de desenvolvimento do país com o mundo. Nos primeiros 11 meses de 2022, o comércio de mercadorias da China aumentou 8,6% em relação ao ano anterior, chegando a 38,34 trilhões de yuans (5,5 trilhões de dólares), de acordo com a administração geral alfandegária.

https://news.cgtn.com/news/2022-12-31/New-journey-of-the-new-era-China-charts-course-for-modernization-1gcNT6SNh1C/index.html

 

 

FONTE CGTN

@ prnewswire.co.uk